quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Leitura … recreativa / bookcrossing na ESOD

Bookcrossing na ESOD

No degrau de uma escada … no parapeito de uma janela … num banco do jardim … repousando, em liberdade, um livro.

Um novo leitor surge. O livro inicia uma nova viagem

No destacável da 1ª página, um convite à partilha de um pequeno comentário, escrito após a sua leitura.

livro viagem

Com o comentário escrito, o livro pousado, libertado num outro espaço da escola, à escolha do leitor, termina esta viagem...

(Dirija-se à funcionária da BE para registar, no computador, o novo local do livro na escola).

O livro, agora libertado, aguarda uma nova viagem com um novo leitor

Leia aqui sobre bookcrossing em Portugal

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Leituras/divulgação … Concurso de Poesia e Conto 2010

O Concurso de Poesia e Conto 2010 da ESOD, organizado pela BE com a colaboração dos professores de Português, tem início no dia 18 de Fevereiro e termina no dia 19 de Março. Por sabermos que a redacção de contos interessa a muitos alunos, o Concurso vai passar a abranger também este género literário, conforme o Regulamento aqui apresentado.

Neste ano, por proposta da APESOD (Associação de Pais da ESOD), está incluído, na última página, um Concurso Extraordinário de Poesia, dedicado ao tema Sentir a Cidade, com a atribuição de uma máquina fotográfica digital ao primeiro premiado.

À semelhança dos anos anteriores, este Concurso decorre em parceria com Escolas/Agrupamentos de Gaia Nascente, a Associação de Escritores de Gaia - como 2º Júri - e a Biblioteca Municipal de V. N. de Gaia, ao nível dos prémios finais.

Contamos com a vossa participação!

*****

 

Diz homem, diz criança, diz estrela.
Repete as sílabas
onde a luz é feliz e se demora.
Volta a dizer: homem, mulher, criança.
Onde a beleza é mais nova.

                            Eugénio de Andrade

Conto - “O Menino que pensava verde”, de Maria do Céu Nogueira

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Leituras de Ano Novo … 2010 … Renovação

“(…)
Aí começa o milagre da renovação e tudo
começa outra vez com outro número
e outra vontade de acreditar
Que daqui para adiante vai ser diferente.
(…)”, de
Carlos Drummond de Andrade
in http://cruzeiro.org/blog/e-tudo-comeca-outra-vez-com-outro-numero/,
[acedido em 05/01/10]

Rotina
Passamos pelas coisas sem as ver,
gastos, como animais envelhecidos:
se alguém chama por nós não respondemos,
se alguém nos pede amor não estremecemos,
como frutos de sombra sem sabor,
vamos caindo ao chão, apodrecidos.



Sê paciente; espera
que a palavra amadureça
e se desprenda como um fruto
ao passar o vento que a mereça.

Eugénio de Andrade,
in
http://boticelli.no.sapo.pt/eugenio_de_andrade.htm, [acedido em 05/01/10]

                           Se
Se tanto me dói que as coisas passem
É porque cada instante em mim foi vivo
Na busca de um bem definitivo
Em que as coisas de Amor se eternizassem
Sophia M. B. Andresen, Obra Poética I





Neste início de ano, podemos começar a familiarizar-nos com o NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO, esta Apresentação Resumida ou consultando este Guia Rápido.