sexta-feira, 24 de abril de 2009

Dia Mundial do Livro (23) / 25 de Abril - Comemorações

Para este dia a BE/CRE sugeriu as seguintes actividades (ver anexos aqui - entrar como visitante):

  • Nas aulas
    - leitura de um poema, à escolha do professor de qualquer disciplina - de Sophia de Mello Breyner Andresen, Anthero Monteiro, Eugénio de Andrade, Fernando Pessoa, Joaquim Pessoa, Jorge de Sena, José Jorge Letria, Miguel Torga, Xanana Gusmão (anexo) - alusivo à Liberdade. Após a leitura do(s) poema(s), escrita de /uma/ frase(s) neste blogue:
    Liberdade é ...
    A cor da Liberdade ...
    - leitura de um documento informativo/cronológico (anexo) alusivo ao 25 de Abril
    - para os professores (3º ciclo) de Português, Francês e de Inglês, para além destas sugestões, indicámos uma actividade (anexos) para escrita colectiva de um texto "à volta" de um livro imaginário.
  • Apresentação de uma exposição temática relacionada com estas duas datas - Dia Mundial do Livro e 25 de Abril.
  • Publicitação de provérbios (anexos) reescritos por alunos, alusivos a livros/leitura.
  • Aquisição/disponibilização de uma pequena colecção de livros para leitura informal na BE.
  • Oferta de marcadores aos utilizadores da BE (uns elaborados por alunos, outros oferecidos pela livraria Bertrand).
  • Na tarde do dia 23 de Abril, encontro de alunos do 3º ciclo com a jovem escritora Inês Botelho na Livraria Bertrand (ver comentários).

Este encontro foi do agrado de todos os presentes. Os alunos colocaram várias perguntas à escritora que respondeu entusiasticamente, falando sobre o seu processo de escrita ao longo da sua vida, os seus livros, hobbies, autores preferidos. A Livraria Bertrand-Gaiashopping presenteou alunos e professoras com marcadores e um livro. Os nossos agradecimentos. Foi um modo diferente de comemorar o Dia Mundial do Livro.

dml_09_bertrand_ines_botelho

video

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Dia Mundial do Livro / Dia da Liberdade

No dia 23 de Abril comemora-se o Dia Mundial do Livro. Sugerimos a leitura de poemas alusivos aos livros, à Liberdade:

   Num Exemplar das Geórgicas
Os livros. A sua cálida,
terna, serena pele. Amorosa
companhia. Dispostos sempre
a partilhar o sol
das suas águas. Tão dóceis,
tão calados, tão leais.
Tão luminosos na sua
branca e vegetal e cerrada
melancolia. Amados
como nenhuns outros companheiros
da alma. Tão musicais
no fluvial e transbordante
ardor de cada dia.

  Eugénio de Andrade, Antologia Breve

clip_image001[4]

          Preservação
Chama-se liberdade o bem que sentes,
Águia que pairas sobre as serranias;
Chamam-se tiranias
Os acenos que o mundo
Cá de baixo te faz;
Não desças do teu céu de solidão,
Pomba da verdadeira paz,
Imagem de nenhuma servidão!

      Miguel Torga, Poesia Completa

clip_image001

                 25 de Abril

   Esta é a madrugada que eu esperava
   O dia inicial inteiro e limpo
   Onde emergimos da noite e do silêncio
   E livres habitamos a substância do tempo

              Sophia M. B. Andresen, Obra Poética III

  • Escreva /uma/ frase(s):
    Liberdade é ...
    A cor da Liberdade ...