domingo, 20 de junho de 2010

Homenagem a José Saramago (1922-18/06/2010)

José Saramago                    in http://fotos.sapo.pt/Thr31hLNNn55tFfwIE9Y/,
                                                           [acedido em 20/06/10]

José Saramago, romancista, poeta e dramaturgo, nasceu em Azinhaga, Golegã, em 16 de Novembro de 1922. Depois do desenvolvimento de actividades na área da crítica literária, do documentário político e do jornalismo, passou a dedicar-se à escrita literária a partir de 1976.

Deixou o país para ir viver na ilha de Lanzarote, em Espanha, depois de o governo português, de então, ter vetado a candidatura ao Prémio Literário Europeu do romance O Evangelho Segundo Jesus Cristo, publicado em 1991.

Foi galardoado com o Prémio Camões em 1995 e, em 1998, com o Prémio Nobel de Literatura, o primeiro a ser atribuído a um escritor de língua portuguesa.

Considerado um dos mais importantes escritores portugueses contemporâneos, traduzido em mais de 40 línguas, José Saramago destaca-se pela originalidade do seu estilo, pela musicalidade da sua linguagem, pela profundidade e universalidade das suas personagens e temas de reflexão. Deixa a Fundação José Saramago.

 


Não me Peçam Razões...

Não me peçam razões, que não as tenho,
Ou darei quantas queiram: bem sabemos
Que razões são palavras, todas nascem
Da mansa hipocrisia que aprendemos.

Não me peçam razões por que se entenda
A força de maré que me enche o peito,
Este estar mal no mundo e nesta lei:
Não fiz a lei e o mundo não aceito.

Não me peçam razões, ou que as desculpe,
Deste modo de amar e destruir:
Quando a noite é de mais é que amanhece
A cor de primavera que há-de vir.

  José Saramago, Os Poemas Possíveis, Lisboa, Caminho, 1966

Da sua vasta bibliografia, destaca-se na BE-ESOD:
* Memorial do Convento, 1982
* O Ano da Morte de Ricardo Reis, 1984
* Ensaio sobre a Cegueira, 1995
* Caim, 2009

terça-feira, 8 de junho de 2010

Leituras de … “Time in the Tower”, de Catarina Chase Aleixo, sob o lema “Enjoy and Relax with Short-Stories”

A turma do 7ºC fez a abordagem do texto Time in the Tower numa aula diferente que ocorreu no dia 20 de Maio, no Auditório da ESOD.
A professora Ana Pereira dispôs colchões e almofadas no espaço disponível e pediu aos alunos que se acomodassem de um modo descontraído e confortável.
A motivação para o texto foi feita através da exploração de diapositivos sobre elementos-chave da Torre de Londres, focados no conto.
Seguiu-se a audição de “Time in the Tower”, convidando-se os alunos a disfrutarem o momento com o máximo prazer.
A actividade seguinte envolveu a constituição de grupos, feita pelos próprios alunos. Cada grupo recebeu uma Ficha de Trabalho (ver Fichas Modelo - níveis 0 e 1), tendo que fazer a correspondência imagem/excerto a fim de determinar o capítulo de onde seria retirado o parágrafo preferido.
O feedback dos alunos relativamente a esta actividade de Enjoy and Relax with Short-Stories consistiu numa opinião em grupo e individual, registada em actividades diferenciadas segundo o desempenho dos alunos.
Foi consensual o agrado e desejo de repetição deste tipo de actividade.
Como nota final, registe-se o comportamento exemplar da turma.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Formandos EFA - Visita Guiada à BE - Formação do Utilizador

A turma de formandos EFA/sec fez uma Visita Guiada à BE, no dia 7 de Junho. Aqui ficam os seus comentários.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Leituras de … afectos

… o 10ºD … os Afectos … a Poesia …

Há algo que sinto
Há algo que sinto
Que me faz pensar
É uma sensação estranha
Que faz o coração gritar
Sinto as minhas pernas a falecer
Mas o que é isto? Que se passa comigo?
Até perdi a vontade de comer
Tenho a necessidade de te ter
É algo especial, “tás a ver”.
                            Diogo Martins

O amor não dá para explicar
O amor não dá para explicar
Será que tenho tempo para amar?
Quando com ela sonho
O mundo passa a ser mais risonho
Ela faz-me sentir melhor
O mundo gira em meu redor
Tenho medo de expulsar
Aquela que me faz sonhar 
                         João Lopes


O amor é bonito

O amor é bonito
Recordo-me dele desde que nasci
É algo que necessito
O caminho para ele sorri
Sem forma de estar
Sem forma de saber
O que eu quero é sonhar
Para o meu amor por ti nascer
                          
Miguel Silva


  Algo que não sei explicar
   Algo que não sei explicar
   É aquilo que estou a sentir
   Apenas sei que te amar
   É aquilo que me faz sorrir
                          Sandra

Maio, 2010

Leituras ... do 7ºB

Os alunos do 7ºB adoram ler! Visione aqui a sua primeira experiência de partilha de leituras. Deixe um comentário acerca do livro que mais o atraiu.

video


video


video


video

video