quarta-feira, 30 de novembro de 2016

500 anos do “Cancioneiro Geral”, de Garcia de Resende

 

Obra de compilação da poesia palaciana dos séculos XV e XVI, pelo escritor natural de Évora, Garcia de Resende (1470-1536) – poeta, historiador, músico, e arquiteto (provável autor do desenho da Torre de Belém).

No cancioneiro geral: elogio das letras; incentivo aos poetas. Foi a primeira coletânea de poesia impressa no nosso país. Contém quase 1000 composições de 286 autores.

Áreas temáticas - poesia amorosa, poesia religiosa, poesia satírica, poesia épica, poesia dramática.

As duas poesias mais conhecidas são
Cantiga sua, partindo-se, de João Roiz de Castelo Branco
(poeta, cortesão, cavaleiro nobre e fidalgo da casa real, séculos XV e XVI)
e Trovas à morte de Inês de Castro,
do próprio Garcia de Resende
_

Cantiga sua, partindo-se, de João Roiz de Castelo-Branco

 

Senhora, partem tam tristes
meus olhos por vós, meu bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguem.

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partida,
tam cansados, tam chorosos,
da morte mais desejosos
cem mil vezes que da vida.
Partem tam tristes os tristes,
tam fora d’esperar bem
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguem.

              Cancioneiro de Resende, II
                   [poema cantado por Amália,
                   Adriano Correia de Oliveira, Vitorino, Quarteto 1111]

recolha pelo prof. Castro Alves

 

  WP_20161130_005

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Marcadores de livros - 9ºI – out/2016

Marcadores de livros, comemorativos do mês internacional das BE,
criados por alunos do 9º ano, em EV - out/16,
orientados pela professora Andrelina Silva

 

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Ilustrações do conto “Viver como as flores”

“Aprender com a BE”
Atividade prévia à abordagem do bullying
pré-leituras ao livro “O cão que comia a chuva”, de Richard Zimler
parceria be-esgn / EC – 7º K, L, M
out/2016