quinta-feira, 20 de março de 2014

Semana da Leitura - Leituras Interescolas, via Skype – 5º, 6º, 7º e 8º anos

No âmbito da comemoração da Semana da Leitura, no dia 19 de março, realizaram-se, via skypenas BE do Agrupamento de Escolas Gaia Nascente, leituras expressivas de textos de autores da lusofonia, por alunos das EB 2,3 Adriano Correia de Oliveira, Anes de Cernache e da ES Gaia Nascente, apoiados pelos respetivos professores bibliotecários, profª Amélia Macedo, prof. Abel Cruz e profª Isabel Seca.
Os alunos dos 7º e 8º anos da ESGN foram orientados pelas professoras Ana Ramos, Amélia Poças, Eugénia Teixeira e Isabel Seca, e pelo professor do Clube de Teatro, Rafael Tormenta. O apoio informático foi prestado pelos coordenadores PTE, professores Rui Melo e Rui Ramos.

19032014(004)Elsa, Inês M, Inês R,
Margarida,
Gonçalo C, Gonçalo T - 7K
19032014(005)
André A,
Diana R, Liliana C – 7L
19032014(006)
19032014(007) 19032014(009)Tiago L, Sofia, Pedro B - 8J 19032014(013)
19032014(019) 19032014(022) 19032014(024)Bruno M, Mariana C, Mariana R – 8L

este evento foi do agrado de todos os participantes
Parabéns
a todos!

3 comentários:

André e Liliana Campos disse...

.Que bonito que foi! Gostei muito. - André
.Gostei muito, porque foi uma atividade espetacular. - Liliana C

7L

Diana Rodrigues disse...

Gostei de participar nesta atividade da "Semana da Leitura".

Anónimo disse...

40 Anos (25 de Abril)

Era uma vez um povo escravo
Que ao amanhecer da sua dor
Abriu um buraco e plantou um cravo
Como semente do seu suor
Era uma vez um 25 de Abril
Construído na clandestinidade
Com uma vontade compreensiva e febril
Que no punho transportava a verdade•
Verdade que tentam a muito esconder
Sugando a força do povo português
Mas que assim só fazem anteceder
A revolução que já aconteceu uma vez
Eles afirmam que o símbolo da pobreza
É o povo esfomeado e descalço
Esse povo que trabalha com nobreza
Cujo seu pecado é o cansaço
Cansaço que alimenta estes vampiros
Que sugam toda a esperança
De um povo imerso de romeiros
Que se iguala a zero na noite de matança
As praças enchem-se de revoltosos
Que cerram o punho sem regressões
A esperança é maior nos dias chuvosos
Que nos dias de sol que abrasa os corações
Eles espezinham o povo português
Povo grandioso que moldou Abril
Só antecedem a revolução que aconteceu uma vez
Que continua a inspirar muitos e muitos mil.
AE ESGN