terça-feira, 9 de junho de 2015

Educação para a Cidadania / Ateliê Ler Sem Medo – atividades 2014-15

  coggle - 8J

Ao longo do ano, as turmas J e K do 8º ano, participaram, nas aulas de Educação para a Cidadania, em atividades de parceria com o ateliê Ler Sem Medo, afeto à BE-ESGN. Essas atividades integraram-se no projeto “Aprender com a BE”:

  • Ficha de Pesquisa bio/bibliográfica sobre Miguel Torga; leitura orientada do conto Vicente, de Miguel Torga; resolução de questionários;
  • Leitura em voz alta do conto “Hugo e Eu e as Mangas de Marte”, de Richard Zimler; registo escrito da apreciação global da obra (8ºJ);
  • Participação na “Maratona das Cartas da Amnistia Internacional”;
  • Ficha de Pesquisa bio/bibliográfica sobre Mª Teresa Maia Gonzalez; leitura orientada/ comentada do livro A Lua de Joana, de Mª Teresa M Gonzalez; questionário global sobre a obra acima referida;

  • Breve formação sobre: acesso/ uso do “coggle”; o documento pré-formatado para a realização de um trabalho escolar;

  • Breve informação/ reflexão sobre dependências de substâncias e de atividades; realização de um trabalho escolar (8ºJ);

  • Fichas de Pesquisa bio/bibliográficas sobre Mark Twain e Álvaro Magalhães;

  • “As aventuras de Huckleberry Finn”, de Mark Twain: apresentação da obra pela concorrente ao CNL, Érica Rodrigues (8ºJ);

  • Comemoração do “Dia Mundial do Livro” - enquadramento histórico do livro “As Aventuras de Huckleberry Finn”, e apresentação às turmas, pela aluna Érica Rodrigues (8ºJ);

  • 25 de Abril – enquadramento histórico, a partir da postagem neste blogue; músicas de intervenção alusivas - audição/ análise das mensagens veiculadas;

  • Apoio na realização do trabalho escolar para a disciplina de Físico-Química;

  • “Hábitos saudáveis/ o sono” - leitura comentada/ anotações (no Coggle) de materiais alusivos; análise de um mapa mental; elaboração de um trabalho escolar (8ºJ);

  • 8ºK - Leitura comentada do artigo “Um país à beira de um ataque de nervos”, da revista “Visão”, 21/05/2015, alusivo à violência doméstica, na sociedade e na escola; visionamento do vídeo “Numb”, dos Linkin Park; textos de reflexão (inseridos em comentários – ver abaixo, elaborados sob orientação da profª Ana Bela Duarte).

2 comentários:

Elsa G., Inês D, Inês M, Margarida V, Sara S disse...

Violência / possíveis soluções
-Violência domestica: contactar a autoridade, nunca ter medo de apresentar queixa
-Violência escolar: procurar sempre um adulto (funcionário/professor) e comunicar o sucedido
-Violência na sociedade: contar sempre a um adulto, e principalmente nunca responder na mesma moeda
-Maus-tratos aos animais: recorrer sempre a uma queixa à Sociedade Protetora dos Animais e assim virá uma sanção penal ou jurídica
-Automutilação: procurar uma ajuda psicológica/ psiquiátrica.
-Cyberbullying: manter sempre a atenção em evitar expor ou fornecer qualquer dado pessoal na internet. Caso aconteça estar a ser ameaçado, chantageado, entre outras, deverá reportar o sucedido às autoridades.
--------------------------------------------
(Depois de assistir ao vídeo)
Conclusão: No vídeo observamos uma rapariga que se sente invisível e frustrada. Ela sente-se assim porque quer ser ela própria e não o que as pessoas que a rodeiam querem que ela seja.
Essa frustração faz com que ela decida aliviar a dor através da dor, como ela não tem ninguém com quem desabafar, os seus problemas ficam todos acumulados dentro dela, podendo assim entrar numa depressão.
8ºK

Miguel, Gonçalo, Hélder, Jéssica e Tiago disse...

Casos de violência
-Maus-tratos aos animais -> Construir áreas de resgate dos animais e áreas protegidas para a vigilância.
-Violência doméstica -> Prender os agressores que podem ser tanto o marido, como a esposa.
-Bullying -> Colocar todos os que fazem Bullying numa escola de correção ou na prisão, dependendo do tipo de Bullying e idade de cada pessoa.
-Automutilação -> Mandar as pessoas ao psicólogo para resolver o problema.
-Violação -> Prender todos os que fazem isso (não só homens, mas mulheres também).
-Agressão verbal -> Colocar o(s) agressor(es) numa zona de correção ou detenção, pedindo indemnizações e ordem de cadeia.
-----------------------------------------

Comentário ao vídeo "Numb", dos Linkin Park

Nós achamos que este vídeo demonstra muitas formas de violência, mas não demonstra todas. Este vídeo mostra que a personagem principal é maltratada por toda a gente, como por exemplo o professor, os colegas de escola e a própria família/mãe. Mas achamos que o professor não deveria, nem deve, bater nos alunos, porque é ensinar-lhes coisas impróprias. Os colegas deveriam tentar, pelo menos, ser amigos da personagem principal e que a mãe dela deveria apoiá-la em vez de tentar fazê-la sentir-se mal consigo mesma.
8ºK